google-site-verification=ldFPMJs5-yw4C3ux8Xv8ENWEiUVKr0YQXFz1pwdIcXE
top of page

O surgimento de líderes sociais A transformação dos C-suite roles

Por Sofía Cácerez Valenzuela


Vivemos em um mundo dinâmico, em uma sociedade que está em constante evolução. Foi durante a pandemia que nós, como humanidade, percebemos que as coisas podem mudar mais rapidamente do que pensamos. A urgência de reanimar a economia, preservando a saúde, acelerou a transformação digital em todo o mundo. No estudo da McKinsey & Company, Tempo necessário para implementar mudanças pré COVID-19 em relação às mudanças reais durante a pandemia, fala sobre como fenômenos que deveriam acontecer em 3 anos, aconteceram em menos de 3 semanas.


Em questão de meses, a pandemia marcou um antes e um depois para a sociedade. Em pouco tempo, representou uma redefinição coletiva de interesses, preocupações, valores e motivações. Como consequência, as empresas foram forçadas a se adaptar rapidamente para que pudessem permanecer relevantes para um consumidor completamente transformado.


Para tornar este processo de adaptação possível, as empresas começaram por compreender a importância de evoluir os C-suite roles em suas organizações. O conceito vem do nível C. A letra C vem da palavra inglesa Chief, referindo-se a pessoas que ocupam cargos de gerência ou altos cargos dentro da hierarquia estrutural da empresa (Añez, 2022). Este papel é ocupado por pessoas com habilidades de negociação, assertividade na tomada de decisões, pensamento estratégico e capacidade de liderar equipes. Eles são gestores e facilitadores da mudança, e é por isso que as empresas entenderam que são os primeiros a se adaptar às novas necessidades da sociedade.


Mais do que nunca, os consumidores estão preocupados com o meio ambiente, o bem comum e sua saúde. De acordo com o relatório Tendências de Consumo em 2022 de Euromonitor, os estilos de vida com baixo teor de carbono estão aqui para ficar. Os consumidores esperam que as marcas tomem medidas que contribuam para a emergência climática. Além disso, mais do que nunca, há uma tendência para uma vida renovada, com paixão e propósito dirigindo a ação. É por isso que as empresas devem inovar bens, serviços e experiências que respondam a uma geração que está priorizando o crescimento pessoal.

Embora os perfis dos CFO's, COO's ou CIO's ainda sejam relevantes, novas necessidades levaram à formação de equipes de gerenciamento sênior mais diversificadas com novas competências. Todas as indústrias foram forçadas a criar novas posições no C level, e a indústria da moda não é exceção. De diretores do metaverso, a diretores de felicidade, pequenas e grandes marcas estão abrindo espaço para esta onda de líderes que promovem a diversidade, a sustentabilidade e a inovação.




É a indústria da moda a que mais promove suas credenciais de sustentabilidade, mas a pegada de carbono deste complexo sistema continua a crescer. Por esta razão, as empresas deste setor devem entender que é um grande desafio encontrar e contratar líderes que não façam apenas por fazer quando se trata de sustentabilidade. Estes novos C-suite roles devem parar de disfarçar as questões e entender que menos sustentável não é sustentável.


A moda reflete e lidera a cultura, e é por esta razão que a indústria tem uma oportunidade única de reescrever as regras, de redefinir o progresso e de demonstrar que o respeito às fronteiras pode levar à sustentabilidade genuína. É responsabilidade das empresas transformarem-se a partir do topo, para entender que o maior impacto é feito por seus líderes dentro da organização.


Por outro lado, é a academia que deve encorajar o planeta a liderar a agenda e o desenvolvimento de C-suites que se preocupem mais com o meio ambiente, a diversidade, a sociedade e a inovação. O mito da moda sustentável pode deixar de ser um mito, e é o surgimento desses novos líderes que gerará mudanças reais e autênticas.




Bbva (2020) Identidad digital, machine learning y criptografía avanzada: los ambios tecnológicos de la era post COVID-19. Extraído de:https://www.bbva.com/es/identidad-digital-machine-learning-y-criptografia-avanzada-los-cambios-tecnologicos-de-la-era-post-covid-19/


Euromonitor (2022). Las 10 principales tendencias globales de consumo para 2022. Extraído de: https://go.euromonitor.com/white-paper-EC-2022-Top-10-Global-Consumer-Trends-SP.html


K, Pucker (2022). El mito de la moda sostenbile Extraído de: ​​https://hbr.org/2022/01/the-myth-of-sustainable-fashion?language=es


2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page