google-site-verification=ldFPMJs5-yw4C3ux8Xv8ENWEiUVKr0YQXFz1pwdIcXE
top of page

O papel do consumidor em tornar o algodão sustentável


No artigo a seguir, vamos revisar algumas dicas para os consumidores, quando forem às compras:


1.Escolha marcas com sabedoria


Não procure somente por empresas que usam algodão orgânico, mas também aquelas que recebem de volta roupas usadas para reciclagem, evitando que as peças terminem em um aterro, como as marcas Patagonia, Lewi’s, Madewell, H&M e Zara.

Além disso, apoie marcas que monitorem continuamente suas redes de fornecimento. Marcas como H&M, Nike, Adidas, Burberry, Under Armour e Tommy Hilfiger se comprometeram a não usar algodão das áreas onde há dúvidas em relação à força de trabalho usada.


2.Dê um passo mais largo, use algodão orgânico fiado à mão - khadi



Fonte - Khadi Weaving at Ponduru (acessado em 15 de junho de 2021)


Khadi é um tecido fiado e fabricado à mão feito por fiadores, tecelões, tintureiros, pessoas que fazem moldes de costura, estampadores e até alfaiates. O processo usa energia renovável mais limpa e tinturas naturais. Um metro de tecido khadi consome três litros de água em comparação com 55 litros de água requeridos para o mesmo processo com algodão comum. Sobretudo, dá emprego a centenas de artesãos.


3.Reconheça Rótulos Ecológicos


É hora de começar a reconhecer Rótulos Ecológicos e considerá-los antes de fazer uma compra. A rotulagem ecológica é para tecidos certificados com base em critérios variados da rede de fornecimento, como o quão organicamente um tecido é produzido, quais tinturas e descolorantes são usados e se não há trabalho infantil ou forçado no processo.


4.Técnicas de upcycling


Fonte - Thrifting (acessado em 15 de junho de 2021)


Upcycling é transformar roupas antigas em algo novo. Há uma série de técnicas de upcycling que podemos usar - algumas podemos já estar usando sem saber, ensinadas por nossos ancestrais. O retalho, por exemplo, é uma técnica que consiste em costurar pedaços pequenos de roupas para a criação de designs maiores. Acompanhe marcas com peças feitas unicamente a partir de roupas de segunda mão como peças retrô e as marcas Rubymoon, a seção Reclaimed Vintage da Asos e muitas outras.


5.Acúmulo e economia


Essas são duas palavras poderosas que vêm da geração mais velha. Dessa forma, eles não apenas dão continuidade às roupas, mas também aos valores culturais, às técnicas antigas e às histórias relacionadas àquelas peças. Até mesmo na pandemia, percebemos que não precisamos de tendências, e sim de roupas básicas para sobreviver. Então, em vez de investir em fast fashion e moda no curto prazo, vale mais comprar peças clássicas e duradouras.


Devemos conscientemente levar a moda em uma direção em que não explore, mas que dê oportunidades para que as pessoas façam do mundo um melhor lugar para viver.




Referências:




Mcllhatton, J. (2020). Top 5 manufacturing certifications in the textile industry, in Synzenbe, https://www.synzenbe.com/blog/the-top-5-manufacturing-certifications-in-the-textiles-industry-1008/1008


Mehhta, A. (2018). From cellulose technology to take-back schemes, fashion is trying to bend the curve on its make-wear-discard business model. https://www.reutersevents.com/sustainability/fashion-industry-cottons-circular-economy

Meisenzahl, M. (2021). At least 11 US and European brands are under fire and facing boycotts in China for criticizing alleged forced labour cotton practices in Xinjiang. Business Insider .https://www.businessinsider.in/retail/news/at-least-11-western-brands-are-under-fire-and-facing-boycotts-in-china-for-criticizing-alleged-forced-labor-cotton-practices-in-xinjiang/articleshow/81696683.cm


Omisakin, J. (2020). Recycled and Upcycled Clothing Brands To Know in 2020. Compare Ethics. https://compareethics.com/9-recycled-and-upcycled-clothing-brands-you-shouldnt-pass-in-2018/s


Patel, T. (2019). Where’s Your Cotton From 5 Ways to Check If It’s Khadi, Handloom or Mill-Produced.https://www.thebetterindia.com/190879/lifestyle-cotton-khadi-handloom-difference-tests-eco-friendly-fabric-india/

Speranskaya O., Caterbow, A. (2018). The Sustainability of Fashion: what role can consumers play? HEJSupport.

Taylor W.. (2013). Cotton’s Dirty Little Secret. Newspaper Greenerideal. https://greenerideal.com/news/environment/0925-problem-cotton/


The sustainable angle. (2019). A spotlight on moral fibres: reviving traditional khadi organic cotton. The Sustainable angle. https://thesustainableangle.org/a-spotlight-on-moral-fibres-reviving-traditional-khadi-organic-cotton/



Vikram, K. (2020). Why khadi is one of the most sustainable fabrics to consider right now. The Vogue.



Quick Guide to organic cotton. Textile Exchange. https://textileexchange.org/quick-guide-to-organic-cotton/





19 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page